AgnoCafe - O Site do Cafeicultor
Assunto: Categoria de noticia: Data:
Imprimir notícia

Sul de MG e Zona da Mata são maioria na final do 15º Concurso dos Cafés


Maior competição do país, o 15º Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais anuncia os vencedores em 3 de dezembro. Os organizadores da competição definiram os 20 finalistas, produtores dos municípios de Serra do Salitre, Patrocínio e Campos Altos, no Alto Paranaíba; Angelândia, no Jequitinhonha; Araponga, Espera Feliz, Simonésia e São Francisco do Glória, na Zona da Mata; Cristina, São Gonçalo do Sapucaí, Bueno Brandão, Dom Viçoso e São Pedro da União, do Sul do estado.

Neste ano, o concurso contou com a participação de 1.892 produtores de várias regiões de Minas. A divulgação dos campões será no auditório da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG), em Belo Horizonte. Serão anunciados os vencedores estaduais e aqueles de cada uma das quatro regiões produtoras de café em Minas: Sul, Chapada de Minas, Cerrado e Matas de Minas. O concurso também vai destacar a mulher cafeicultora que obteve a melhor nota entre os finalistas.

O coordenador do concurso e gerente regional da Emater-MG em Guaxupé, Willem de Araújo, observa que o café que chega à fase final de um concurso como este é produto diferenciado, com sabores e aromas agradáveis, bem acima do padrão médio de consumo. “Além disso, é um café com valor agregado muito grande, que encontra espaço num mercado exigente, que busca um café de alta qualidade”, afirma.

A competição é dividida em duas categorias. Uma delas é a do Café Natural. Neste sistema, depois de colhidos, os grãos passam por processo de lavagem e são levados para secar. A outra categoria é do Café Cereja Descascado, Despolpado ou Desmucilado. Esse tipo de café é lavado e os frutos verdes e secos são separados dos frutos maduros. Em seguida, eles passam por um descascador e seguem para secagem. No caso do café despolpado e desmucilado, há ainda fase na qual o produto passa por um tanque de fermentação.

Os cafés inscritos foram avaliados em análises físicas e sensoriais realizadas por equipe de especialistas no Centro de Excelência do Café, em Machado, no Sul de Minas. No ano passado, os vencedores das duas categorias foram do município de Espera Feliz, da região das Matas de Minas.

“Os cafés finalistas são produzidos com todo cuidado no campo. São colhidos com o grau de maturação correto, e os detalhes na hora da secagem e do armazenamento também são fundamentais. Este ano, observamos o surgimento de microrregiões produtoras de café de qualidade no Sul de Minas, e a consolidação do alto padrão dos cafés da região das Matas de Minas”, destaca Willem de Araújo.

O concurso estadual é promovido pelo govern, por meio da Emater-MG e a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais. O evento tem parceria da Universidade Federal de Lavras (Ufla), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas e da Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Faepe).

Confira a relação dos finalistas do 15º Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais(por ordem alfabética):

Categoria Natural:

Cerrado Mineiro

Afonso Maria Vinhal – Serra do Salitre

Guimarães Agropecuária Ltda. – Serra do Salitre

José Carlos Grossi Segundo – Patrocínio


Chapada de Minas

Fazenda Sequóia Minas Ltda. EPP – Angelândia


Matas de Minas

Edmar Lopes – Araponga

José Alexandre de Abreu Lacerda – Espera Feliz

Josias Gomes – Espera Feliz


Sul de Minas

Célio Augusto da Silva – Cristina

José Paulo Borges – São Gonçalo do Sapucaí

Leandro Cristiano de Silva Castro – Bueno Brandão


Categoria Cereja Descascado/Desmucilado ou Despolpado:

Cerrado Mineiro

Afonso Maria Vinhal – Serra do Salitre

João Domingos da Silva – Campos Altos

Rafael Ribeiro Vinhal – Serra do Salitre


Chapada de Minas

Primavera Agronegócios Ltda. – Angelândia


Matas de Minas

Antônio César Júnior – Espera Feliz

Horácio Antônio de Moura – Simonésia

Wallace Ferreira Pedrosa – São Francisco do Glória


Sul de Minas

Flávio Roberto Carvalho Ferraz - Dom Viçoso

Marcelo Carvalho Ferraz - Dom Viçoso

Regina Rocha Miranda Silva - São Pedro da União

Fonte: Estado de Minas

Comentarios

Inserir Comentário
Contrato Cotação Variação
Julho 92,90 + 3,25
Setembro 95,40 + 3,15
Dezembro 99,25 + 3,10
Contrato Cotação Variação
Julho 1.416 + 4
Setembro 1.436 + 5
Novembro 1.456 + 4
Contrato Cotação Variação
Julho 109.55 + 4,30
Setembro 112.45 + 4,15
Dezembro 115.45 + 4,10
Contrato Cotação Variação
Dólar 3,9360 + 0,03
Euro 4,4290 - 0,72
Ptax 3,9370 + 0,37
  • Varginha
    Descrição Valor
    Safra 18/19 15% R$ 390,00
    Cereja R$ 405,00
    Peneira 17/18 R$ 422,00
    Futuro 2020 R$ 420,00
  • Três Pontas
    Descrição Valor
    Safra 18/19 15% R$ 390,00
    Safra 17/18 15% R$ 384,00
    Moka R$ 400,00
    Futuro 2021 R$ 445,00
  • Franca
    Descrição Valor
    Safra 18/19 17% R$ 387,00
    Safra 18/19 25% R$ 380,00
    Safra 17/18 20% R$ 381,00
    Futuro 2020 R$ 420,00
  • Patrocínio
    Descrição Valor
    Safra 18/19 16% R$ 386,00
    Safra 18/19 22% R$ 378,00
    Futuro 2020 R$ 420,00
    Futuro 2021 R$ 445,00
  • Garça
    Descrição Valor
    Safra 18/18 15% R$ 387,00
    Safra 18/19 20% R$ 380,00
    Futuro 2020 R$ 415,00
    Futuro 2021 R$ 440,00
  • Vitória
    Descrição Valor
    Conilon T. 6 R$ 288,00
    Conilon T. 7 R$ 282,00
    Conilon T. 7 R$ 276,00
  • Guaxupé
    Descrição Valor
    Safra 18/19 15% R$ 385,00
    Safra 18/19 20% R$ 380,00
    14/15/16 R$ 403,00
    Duro/riado/rio R$ 328,00
  • Preços OIC
    Descrição Valor
    Compostos OIC R$ 91,79
    Colombianos R$ 120,48
    Outros Suaves R$ 117,18
    Brasileiros R$ 88,31
    Robustos R$ 72,87
  • Indicadores
    Descrição Valor
    Agnocafé R$ 390,00
    Cepe Arábica R$ 375,48
    Cepea Conilon R$ 287,13
Nedstat Basic - Free web site statistics