AgnoCafe - O Site do Cafeicultor
Assunto: Categoria de noticia: Data:
Imprimir notícia

Concurso de café no Sul de Minas valoriza técnica tradicional de torra


A cultura do café é tão tradicional em Cristina, no Sul de Minas Gerais, que até foi criado um evento anual em homenagem ao produto. É o Festival Café com Música, que reúne duas das maiores tradições da região, e já é um Patrimônio Imaterial do município. Uma das atrações é o concurso regional de qualidade do café. Entretanto, como o Festival costuma ser realizado nas proximidades do feriado de Corpus Christi, em meados de junho, a competição não atraía tanto o interesse dos cafeicultores, pois esta época é de grande atividade nas lavouras, devido à colheita do café.

A criatividade foi a chave dos extensionistas da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) para mudar. “Para podermos incentivar o cafeicultor a participar do evento, promovemos uma inovação no Concurso de Qualidade de Café, que passou a se chamar Do Torrador Manual à Xicara. Nesta modalidade, o cafeicultor prepara o café desde a retirada do fruto no pé até a bebida que é degustada pelo consumidor”, conta o engenheiro agrônomo Luiz Paulo Costa Barbosa.

Ele explica que, nesta modalidade, um mês antes do festival, os produtores inscritos separam o café e fazem a torra dos grãos na presença dos técnicos da Emater-MG, em um tradicional torrador de bola. Depois, os grãos são moídos e a bebida é preparada e degustada no festival, na presença de turistas e moradores do município. “Os locais de torra são pré-agendados, nas comunidades rurais. E o local da degustação do concurso é no estande da Emater-MG, no festival”, detalha Luiz Paulo. O espaço é cedido para a empresa, como forma de promover a interação entre os cafeicultores e visitantes.

A extensionista de Bem-estar Social Girlene Picoli, também da Emater-MG, ressalta as vantagens dessa divulgação. “Os turistas e os próprios moradores aqui da cidade podem provar um produto de qualidade. Isso levanta a autoestima dos produtores, que são os nossos clientes. Assim, eles passam a buscar mais informações para produzir cafés de qualidade. A ação envolve várias famílias, na participação ou na torcida”.

Na inauguração da nova modalidade do Concurso de Qualidade do Café, em 2019, participaram 24 produtores. O primeiro lugar ficou com Inácia de Fátima Silva Juliano, da Comunidade São Domingos. A produtora participa das atividades na cafeicultura desde muito jovem, quando seu pai comprou as primeiras mudas de café e tempos depois a cafeicultura se tornou a principal fonte de renda da família. Ela afirma que, em sua casa, nunca compraram café para consumo. A bebida sempre foi preparada a partir da colheita nas lavouras da propriedade.

Girlene Picoli afirma que o torrador manual do tipo bola ainda é utilizado por muitas famílias produtoras de café da região. “Esse equipamento ainda é muito tradicional, principalmente entre os pequenos produtores. Com a torra na bola, é preciso ter muita experiência e atenção para atingir o ponto ideal, sem queimar os óleos essenciais”, compara.

A extensionista da Emater-MG em Cristina explica que, em 2020 e 2021, o concurso não foi realizado devido à pandemia, mas já há planos para o retorno da competição entre os cafeicultores para o próximo ano. O Festival Café com Música é realizado pela prefeitura municipal, Secretaria de Turismo e Sindicato Rural de Cristina, além da Emater-MG.

A iniciativa de mudar a sistemática do concurso de café rendeu aos funcionários do escritório local da Emater-MG em Cristina o primeiro lugar regional no prêmio Destaque MelhorInovAção 2020. A premiação tem como objetivos destacar e divulgar as ações da Emater-MG por meio da valorização profissional de seus funcionários que atuam em projetos, boas práticas ou ações de melhoria, que tenham obtido resultados significativos na rotina da unidade de trabalho ou para os clientes da empresa.

Comentarios

Inserir Comentário
Contrato Cotação Variação
Setembro 231,70 + 1,60
Dezembro 228,85 + 1,70
Março 224,10 + 1,70
Contrato Cotação Variação
Setembro 2.036 + 4
Novembro 2.035 + 4
Janeiro 2.027 + 4
Contrato Cotação Variação
Setembro 286,40 + 3,00
Dezembro 286,40 + 3,25
Março 281,25 0
Contrato Cotação Variação
Dólar 5,2980 + 1,22
Euro 5,5220 + 0,75
Ptax 5,2350 0
  • Varginha
    Descrição Valor
    Safra 20/21 15% R$ 1490,00
    Safra 20/21 25% R$ 1470,00
    Novissímo 15% R$ 1480,00
    Duro/riado 25% R$ 1430,00
  • Três Pontas
    Descrição Valor
    Pen. 14/15/16 R$ 1510,00
    Safra 20/21 15% R$ 1490,00
    Novissímo 25% R$ 1460,00
    Cereja 15% R$ 1540,00
  • Franca
    Descrição Valor
    Cereja 20% R$ 1530,00
    Safra 20/21 15% R$ 1490,00
    Safra 20/21 25% R$ 1470,00
    Novissímo 20% R$ 1470,00
  • Patrocínio
    Descrição Valor
    Cereja 15% R$ 1540,00
    Safra 20/21 15% R$ 1490,00
    Safra 20/21 25% R$ 1470,00
    Novissímo 25 R$ 1460,00
  • Garça
    Descrição Valor
    Safra 20/21 20% R$ 1480,00
    Safra 20/21 30% R$ 1460,00
    Novíssimo 20% R$ 1460,00
    Escolha 80% R$ 1260,00
  • Guaxupé
    Descrição Valor
    Safra 20/21 15% R$ 1490,00
    Safra 20/21 25% R$ 1470,00
    Novissímo 20% R$ 1470,00
    Cereja 20% R$ 1530,00
  • Preços OIC
    Descrição Valor
    Brasileiros R$ 1577,00
    Robustos R$ 700,00
    Outros Suaves R$ 1903,00
    Colombianos R$ 2089,00
    Compostos OIC R$ 1391,00
  • Indicadores
    Descrição Valor
    Cepea Arábica R$ 1351,49
    Cepea Conilon R$ 706,75
    Agnocafé 20/21 R$ 1490,00
  • Linhares
    Descrição Valor
    Conilon T. 6 R$ 728,00
    Conilon T. 7 R$ 720,00
    Conilon T. 7/8 R$ 712,00