AgnoCafe - O Site do Cafeicultor
Assunto: Categoria de noticia: Data:
Imprimir notícia

Congresso derruba vetos de Temer ao Funrural


Os parlamentares rejeitaram a negativa presidencial a dispositivos que reduziam a alíquota de contribuição de 2,5 para 1,7 por cento ao produtor rural pessoa jurídica a partir de fevereiro e os descontos de 100 por cento das multas e encargos legais para produtor rural pessoa física e jurídica.

Logo após a publicação da lei do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural, a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) anunciou que iria trabalhar para derrubar os vetos, que deixaram o setor insatisfeito --bancada ruralista é uma das mais fortes do Congresso.

Na semana passada, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou que o governo estava envolvido nas negociações sobre a derrubada do veto ¸que  havia sido decidido sob o argumento de que o impacto das medidas sobre o Tesouro não estava previsto no Orçamento. Também alegava-se na justificativa da negativa presidencial que os dispositivos vetados iam contra o esforço fiscal feito pelo país.

Sancionada no começo de janeiro, a Lei 13.606 criou o programa de renegociação de dívidas de agricultores no âmbito do Funrural, prevendo a redução de 4 para 2,5 por cento do valor total da dívida na entrada à vista até 28 de fevereiro.

Os vetos buscavam aproximar o texto da lei ao de uma medida provisória que caducou no final de novembro por falta de acordo com a bancada ruralista no Congresso. A equipe econômica, aliás, havia recomendado inicialmente o veto integral da lei, alegando que as mudanças reduziam demais o efeito da renegociação.

A MP havia sido enviada ao Congresso após o Supremo Tribunal Federal (STF) considerar constitucional a cobrança do Funrural, em março de 2017. Antes disso, muitos produtores rurais deixaram de pagar valores amparados em decisões judiciais.

Fonte: Reuters

Comentarios

Inserir Comentário
Contrato Cotação Variação
Dezembro 119,10 - 3,00
Março 123,90 - 3,00
Maio 125,40 - 3,00
Contrato Cotação Variação
Novembro 1.701 - 16
Janeiro 1.721 - 18
Março 1.737 - 17
Contrato Cotação Variação
Dezembro 141,60 - 2,90
Março 146,10 - 1,95
Setembro 155,70 0
Contrato Cotação Variação
Dólar 3,6870 - 0,76
Euro 4,2270 - 1,21
Ptax 3,6903 - 0,47
  • Varginha
    Descrição Valor
    Futuro 2020 R$ 575,00
    Safra 17/18 15% R$ 455,00
    Novíssimo 15% R$ 470,00
    Duro/riado/rio R$ 430,00
  • Três Pontas
    Descrição Valor
    Fuuro 2019 R$ 530,00
    Duro/riado R$ 440,00
    Novíssimo 15% R$ 470,00
    Novíssimo 20% R$ 465,00
  • Franca
    Descrição Valor
    Futuro 2020 R$ 575,00
    Futuro 2019 R$ 530,00
    Novíssimo 15% R$ 470,00
    Novíssimo 25% R$ 460,00
  • Patrocínio
    Descrição Valor
    Futuro 2020 R$ 575,00
    Futuro 2019 R$ 530,00
    Novíssimo 15% R$ 470,00
    Novíssimo 25% R$ 460,00
  • Garça
    Descrição Valor
    Futuro 2019 R$ 530,00
    Novíssimo 15% R$ 452,00
    Novíssimo 20% R$ 448,00
    Novíssimo 30% R$ 440,00
  • Vitória
    Descrição Valor
    Conilon T. 7/8 R$ 335,00
    Conilon T. 6 R$ 346,00
    Conilon T. 7 R$ 340,00
  • Guaxupé
    Descrição Valor
    Futuro 2019 R$ 530,00
    Novíssimo 15% R$ 470,00
    Novíssimo 20% R$ 465,00
    Duro/riado R$ 435,00
  • Preços OIC
    Descrição Valor
    Compostos OIC R$ 569,54
    Colombianos R$ 717,29
    Outros Suaves R$ 703,10
    Brasileiros R$ 598,38
    Robustos R$ 432,92
  • Indicadores
    Descrição Valor
    Agnocafé R$ 470,00
    Cepe Arábica R$ 458,10
    Cepea Conilon R$ 343,16
Nedstat Basic - Free web site statistics