AgnoCafe - O Site do Cafeicultor
Assunto: Categoria de noticia: Data:
Imprimir notícia

Pesquisa traça boa relação do café com o público da terceira idade


O consumo de café não aumenta o risco de sofrer limitações funcionais nas pessoas idosas, mesmo podendo ser benéfico naquelas que apresentam determinados riscos elevados de saúde, segundo estudo liderado pela UAM (Universidade Autônoma de Madri).

O trabalho, cujos resultados foram publicados na revista "European Journal of Nutrition", contou com os pesquisadores da UAM, do IdiPaz (Instituto de Pesquisa Hospital Universitário La Paz), o Cibersesp (Consórcio de Pesquisa Biomédica em Rede de Epidemiologia e Saúde Pública) e o Imdea Alimentação.

Ao estudar os efeitos do consumo do café, os pesquisadores encontraram um "efeito protetor" em subgrupos de participantes que apresentavam um risco elevado de deterioração da função física, fragilidade ou descapacidade, como são as mulheres, hipertensos, diabéticos e obesos, assinalaram em um comunicado.

Esses resultados colocam em voga que o consumo de café não oferece um risco na hora de sofrer limitações funcionais nas pessoas mais idosas, "podendo ser, inclusive, benéfico em pessoas que apresentam um risco elevado", afirmam os autores da análise.

O trabalho se baseou em dados do Estudo de Nutrição e Risco Cardiovascular na Espanha, começou a ser realizado em 2008 com um total de 3.289 pessoas maiores de 60 pessoas em todo o país europeu.

Assim, contaram com a informação própria do estudo (como a informação sócio-demográfica, de estilos de vida e do estado de saúde), o que posteriormente foi somado aos dados que vieram por meio de visitas domiciliares produzidas por pesquisadores.

Os autores seguiram os participantes durante um total de sete anos para determinar quais deles desenvolveram as principais enfermidades estudadas. Os autores do trabalho justificaram esse estudo argumentando que o café é uma das bebidas mais consumidas do mundo, sendo que estudar os efeitos do consumo da bebida sobre a saúde é algo "muito relevante".


Fonte: Portal Intereconomia.com

Comentarios

Inserir Comentário
Contrato Cotação Variação
Maio 99,45 - 1,95
Julho 102,15 - 2,00
Setembro 104,90 - 2,00
Contrato Cotação Variação
Maio 1.533 - 11
Julho 1.545 - 11
Setembro 1.561 - 11
Contrato Cotação Variação
Março 112,95 - 2,05
Maio 116,50 - 2,60
Setembro 123,10 - 2,65
Contrato Cotação Variação
Dólar 3,7618 + 0,91
Euro 4,2697 + 1,00
Ptax 3,7595 + 1,33
  • Varginha
    Descrição Valor
    Peneira 14/16 R$ 423,00
    Novíssimo 15% R$ 410,00
    Rio 20% R$ 345,00
    Grinder R$ 400,00
  • Três Pontas
    Descrição Valor
    Novíssimo 15% R$ 410,00
    Novíssimo 20% R$ 405,00
    Peneira 17/18 R$ 455,00
    Duro/riado R$ 378,00
  • Franca
    Descrição Valor
    Novíssimo 17% R$ 408,00
    Novíssimo 25% R$ 400,00
    Safra 17/18 20% R$ 387,00
    Duro/riado R$ 378,00
  • Patrocínio
    Descrição Valor
    Novíssimo 16% R$ 408,00
    Novíssimo 22% R$ 402,00
    Peneira 17/18 R$ 455,00
    Futuro 2020 R$ 460,00
  • Garça
    Descrição Valor
    Novíssimo 15% R$ 400,00
    Novíssimo 20% R$ 395,00
    Futuro 2020 R$ 455,00
    Duro/riado/rio R$ 355,00
  • Vitória
    Descrição Valor
    Conilon T. 6 R$ 308,00
    Conilon T. 7 R$ 302,00
    Conilon T. 7/8 R$ 296,00
  • Guaxupé
    Descrição Valor
    Futuro 2020 R$ 460,00
    Duro/riado R$ 375,00
    Novíssimo 15% R$ 410,00
    Novíssimo 20% R$ 405,00
  • Preços OIC
    Descrição Valor
    Compostos OIC R$ 99,84
    Colombianos R$ 126,67
    Outros Suaves R$ 127,78
    Brasileiros R$ 98,53
    Robustos R$ 78,44
  • Indicadores
    Descrição Valor
    Cepe Arábica R$ 402,51
    Cepea Conilon R$ 305,30
    Agnocafé R$ 410,00
Nedstat Basic - Free web site statistics