AgnoCafe - O Site do Cafeicultor
Assunto: Categoria de noticia: Data:
Imprimir notícia

Cafeína acelera ganho de massa muscular


Quer ganhar músculos? Então anote a receita: depois do treino, coma uma boa massa e aproveite para saborear algumas xícaras de café bem forte. pelo menos é o que diz um estudo sobre o rendimento de atletas, feito por pesquisadores da Sociedade Americana de Fisiologia, que descobriu que carboidratos e cafeína formam uma combinação poderosa contra o desgaste físico, acelerando a recuperação muscular.

Os cientistas compararam dois grupos de atletas, ambos logo após a realização de atividades físicas intensas. O primeiro, que consumiu cafeína e carboidratos, apresentou uma quantidade de glicogênio nos músculos 66% maior do que o segundo alimentado apenas com carboidratos. Foram feitas duas medições: uma hora depois do treino e quatro horas após ele (quando, de fato, houve o aumento de glicogênio).


A explicação para a agilidade que a cafeína imprime na transformação de glicose em glicogênio ainda não está clara, de acordo com os autores do trabalho. Mas eles lembram que a cafeína ativa a circulação sanguínea e também estimula a atividade de algumas enzimas ligadas à recuperação muscular, como a kinase. "Também sabemos que a cafeína poupa o glicogênio porque aumenta a queima de gordura", afirma o nutricionista esportivo Rodrigo Valim.

Alguns participantes da pesquisa, entretanto, reclamaram de dificuldades para dormir e agitação fora do comum durante a fase de testes. Por conta disso, os estudiosos agora buscam encontrar o nível ideal de cafeína que deve ser consumido, acelerando o aumento de massa sem prejudicar a qualidade de vida dos atletas.

 Sobre o glicogênio 

Sintetizado a partir da glicose, ele funciona como uma espécie reserva de energia. "O glicogênio é usado pelas células musculares na recuperação das microlesões provocadas pelos exercícios, daí o aumento da massa muscular", explica a nutricionista Karina Gallerani.

Comentarios

Inserir Comentário
Contrato Cotação Variação
Março 101,20 - 0,10
Maio 104,45 - 0,10
Julho 107,25 - 0,10
Contrato Cotação Variação
Março 1.519 - 8
Maio 1.542 - 8
Julho 1.570 - 7
Contrato Cotação Variação
Março 122,35 0
Maio 120,25 0
Setembro 129,90 0
Contrato Cotação Variação
Dólar 3,7253 0
Euro 4,2439 0
Ptax 3,7049 0
  • Varginha
    Descrição Valor
    Novíssimo 15% R$ 415,00
    Peneira 14/16 R$ 432,00
    Rio 20% R$ 350,00
    Grinder R$ 400,00
  • Três Pontas
    Descrição Valor
    Novíssimo 15% R$ 415,00
    Novíssimo 20% R$ 410,00
    Safra 17/18 20% R$ 400,00
    Rio 20% R$ 350,00
  • Franca
    Descrição Valor
    Novíssimo 15% R$ 415,00
    Novíssimo 25% R$ 405,00
    Safra 17/18 20% R$ 400,00
    Duro/riado R$ 398,00
  • Patrocínio
    Descrição Valor
    Novíssimo 15% R$ 415,00
    Novíssimo 25% R$ 405,00
    Futuro 2019 R$ 420,00
    Futuro 2020 R$ 460,00
  • Garça
    Descrição Valor
    Futuro 2019 R$ 420,00
    Duro/riado/rio R$ 375,00
    Novíssimo 15% R$ 412,00
    Novíssimo 20% R$ 407,00
  • Vitória
    Descrição Valor
    Conilon T. 6 R$ 304,00
    Conilon T. 7 R$ 298,00
    Conilon T. 7/8 R$ 292,00
  • Guaxupé
    Descrição Valor
    Novíssimo 15% R$ 414,00
    Novíssimo 20% R$ 408,00
    Futuro 2019 R$ 420,00
    Duro/riado R$ 393,00
  • Preços OIC
    Descrição Valor
    Compostos OIC R$ 99,96
    Colombianos R$ 127,42
    Outros Suaves R$ 126,12
    Brasileiros R$ 100,50
    Robustos R$ 77,80
  • Indicadores
    Descrição Valor
    Agnocafé R$ 415,00
    Cepe Arábica R$ 402,67
    Cepea Conilon R$ 301,99
Nedstat Basic - Free web site statistics